Ensino FundamentalTEXTOS PARA INTERPRETAÇÃO

TEXTO PARA INTERPRETAÇÃO 37 – IAIÁ E SUAS HISTÓRIAS (Nível Fundamental)

By 20 de março de 2013 No Comments

 

 IAIÁ E SUAS HISTÓRIAS

(Gilberto Amado)

          Iaiá era contadora  de  histórias  à  criançada, que  ao  escurecer, tendo levado banho, depois do brinquedo, vinha chegando para nossa calçada. De cabelos fouveiros amarrados por uma fita, os olhos muito abertos onde a sensibilidade tremia, olhando para todos e para ninguém, Iaiá começava a contar. Fora eu, santo de casa, toda a pequenada sentava-se ali, em torno dela. Onde tinha ido ela achar tanta história de trancoso, tanto conto da carochinha? Saíam-lhe da boca, um atrás do outro, príncipes vestidos de ouro, cavaleiro montado em dragão que botava fogo pelo nariz, bicho falando, velha que come meninos,  a passarem pelos olhos da garotada, presos aos olhos dela, uns babando. Que façanhas, sortilégios e proezas de mouras-tortas, de fadas e de velhinhas feiticeiras, de pagens encantados, de corceis, de palácios e de castelos, não trazia para aquela meninada! Vi muito molequinho chorar com as histórias, sobretudo, nas em que ela cantava, como a do “Jardineiro de Meu Pai”; cantava de cortar o coração. Vi-a, lembro-me tanto, consolando os cabrochinhas, que era só história; os cabrochinhas chorando, e ela a contagiar-se das lágrimas que provocava, chorando também. A verdade é que se esquecia de estava inventando; ficava com medo dos próprios fantasmas, figuras e monstros que criava. Como todo verdadeiro artista, acabava acreditando nas próprias criações. Se tivesse vivido em outro meio, teria sido uma atriz.

Agora faça o que se pede.

I – Marque com um X, o sinônimo  das palavras ou expressões grifadas.

1. Em: “… à criançada, que ao escurecer, tendo levado banho…”  a expressão  grifada pode ser entendida como:

a.(   ) tendo levado um jato de água fria                   b. (   ) tendo tomado banho

c.(   ) tendo molhado as roupas do corpo                d. (   ) tendo lavado as mãos e o rosto

2. Em: “Fora eu, santo de casa, toda a pequenada…”  a expressão grifada indica que o narrador:

a.(   ) vive segundo os preceitos religiosos        c.(   ) é inocente

b.(   ) tem um coração bondoso                            d.(   ) é da família

3. Em: “…uns babando…”  a palavra grifada pode ser entendida como:

a.(   ) molhando a roupa                 b.(   ) deliciando-se

c.(   ) gritando de raiva                   d.(   ) falando com dificuldade

4. Em: “Vi muito molequinho chorar com as histórias, sobretudo nas em que ela cantava…”  a palavra grifada equivale a:

a.(   ) muito menos                   b.(   ) principalmente

c.(   ) em compensação           d.(   ) de maneira nenhuma

5. Em: “…cantava de cortar o coração.”  a palavra grifada pode ser entendida como:

a.(   ) fazer cortes                  b.(   ) separar                   c.(   ) fazer parar                   d.(   ) sensibilizar

II – Marque com um X a alternativa correta, de acordo com  texto:

6. A respeito de Iaiá, lemos no texto: “…os olhos muito abertos onde a sensibilidade tremia…”. Através desse trecho, percebemos que:

a.(   ) os olhos de Iaiá eram granes e bonitos.           b.(   ) o olhar de Iaiá transmitia sua emoção

c.(   ) os olhos de Iaiá estavam sempre tristes           d.(   ) o olhar de Iaiá era terno e meigo

7. O narrador diz: “Saíam-lhe da boca, um atrás do outro, príncipes vestidos de ouro, cavaleiros montados em dragão que botava fogo pelo nariz, bicho falando, velha que come menino.”. Isso significa que Iaiá:

a.(   ) era muito falante                                                           b.(   ) era muito orgulhosa

c.(   ) demorava muito para começar as histórias           d.(   ) tinha muita facilidade em inventar histórias

8. Por que o narrador afirma que, se Iaiá tivesse vivido em outro meio, teria sido atriz?

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

GABARITO

1. b       2. D      3. B      4. B      5. D      6. B          7. D 

8. Por que ela, com certeza, teria tido oportunidade de aperfeiçoar sua vocação natural de representar personagens de teatro.