Ensino TécnicoTEXTOS PARA INTERPRETAÇÃO

TEXTO TÉCNICO PARA INTERPRETAÇÃO 13 – A experiência da criança no processo de alfabetização

By 4 de julho de 2013 No Comments

TEXTO TÉCNICO PARA INTERPRETAÇÃO 13 – A experiência da criança no processo de alfabetização

          O homem é um ser essencialmente oral. A língua falada é o seu meio de comunicação mais natural. Isto acarreta algumas dificuldades para o ensino da escrita:

  1. aprender a escrever implica em dominar um novo conjunto de sinais, as letras, para expressar mensagens;
  2. a forma das mensagens em língua escrita difere, sob alguns aspectos, da forma das mensagens da língua falada;
  3. não escrevemos como falamos e não falamos como escrevemos.

          Se queremos transmitir uma mensagem a alguém, podemos fazê-lo através de sons (falando) ou de letras (escrevendo). Se falamos, podemos fazê-lo sem obedecer a regras, sem nos preocuparmos com correção. Se escrevemos, somos obrigados a obedecer a uma série de normas; precisamos fazê-lo de uma forma padronizada. Esta padronização é que torna a aprendizagem da língua escrita bastante penosa.

          Qualquer criança, ao chegar à escola, já sabe uma língua desenvolvida no contato com pessoas do seu meio ambiente. A criança possui uma bagagem linguística oral. É capaz de expressar e compreender mensagens faladas. Está na escola para aprender uma nova modalidade de expressão – a escrita. E, sem dúvidas, terá problemas para agregar à linguagem que sabe (a oral) aquela que lhe será apresentada (a escrita).

          Aqui, surge uma questão fundamental: como ajudar o aluno a superar esse problema? Antes de mais nada, é preciso estar consciente de que a passagem da língua falada para a língua escrita deve ser gradativa e não se deve ignorar toda a experiência, inclusive linguística, que a criança traz para a escola.

      Uma boa estratégia é utilizar o método natural. Este método tem por objetivo reduzir ao máximo as falhas comprovadas nos métodos tradicionalmente utilizados na alfabetização e aproximar, o mais possível, o ensino escolar da realidade da criança.

          Supõe-se que todo o processo de alfabetização deve se basear nas experiências de vida do aluno, explorando elementos característicos da sua realidade. Para se tornar significativa e interessante para a criança, a alfabetização deve estar de acordo com o que ela já conhece, com o que lhe é habitual.

          A prática pedagógica do professor deve ter como ponto de partida o próprio mundo infantil. Assim, por exemplo, como não seria natural alfabetizar-se uma criança de grandes centros, de grandes cidades, utilizando palavras e imagens ligadas à vida rural, também é artificial utilizar palavras e imagens relacionadas ao meio urbano com crianças que vivem em zona rural. É natural para o aprendiz aquilo que faz parte do seu mundo e que ele já conhece.

          O método natural tem por objetivo básico levar a criança a atingir a leitura e a escrita com compreensão. Desta forma, a leitura e a escrita deixam de ser entendidas apenas como mecanismos de codificação/decodificação de símbolos gráficos. Ao contrário, leitura e escrita são atividades de compreensão. Como se compreende mais facilmente aquilo que é parte do nosso mundo e da nossa experiência, o material a ser usado para o ensino deve refletir as características socioculturais e linguísticas dos alfabetizandos.

          A linguagem oral (ouvir/falar) é a experiência linguística natural da criança que se inicia na alfabetização. Esta experiência não pode ser ignorada. Pelo contrário, deve ser utilizada como ponto de partida para a alfabetização. Para isto, é necessário que o material linguístico (palavras) utilizado no processo, se aproxime da linguagem que a criança já possui.

_________________________________________________________________

Agora, baseado no texto acima, responda:

  1. Quais as principais dificuldades que a criança encontra para aprender a escrever uma língua que ela fala?
  2. Quais os principais objetivos do método natural?
  3. Escreva V ou F, nos parênteses, para as afirmações a seguir, conforme sejam verdadeiras ou falsas:

a. (   ) O método natural procura aproximar o ensino da realidade da criança.

b. (   ) Para o método natural, a leitura e a escrita são atividades de decodificação de letras.

c. (   ) A criança compreende melhor aquilo que é parte da sua realidade.

d. (   ) A linguagem a ser utilizada no processo de alfabetização pode ser a mesma para todos os alfabetizandos.

  1. Explique: por que a alfabetização deve basear-se na linguagem utilizada pela criança?

______________________________________________________________________________________

Gabarito:

  1. a) a criança deve aprender a dominar um novo conjunto de sinais, as letras, para expressar mensagens.

             b) a forma das mensagens escritas é diferente da forma das mensagens faladas.

             c) não escrevemos exatamente como falamos.

     2.  a) reduzir as falhas dos diversos métodos de alfabetização;

          b) aproximar o ensino escolar da realidade da criança.

     3. a. (V)    b. (F)     c. (V)     d. (F)

     4. A alfabetização deve estar baseada na linguagem utilizada pela criança, porque não se pode ignorar as sua experiências linguísticas.

 

Leave a Reply