ATIVIDADES/EXERCÍCIOSSintaxe

ATIVIDADE/EXERCÍCIO 3 – SINTAXE: Predicação verbal ou transitividade verbal

By 27 de agosto de 2013 39 Comments

ATIVIDADE/EXERCÍCIO – SINTAXE 3

Assunto: Predicação verbal/transitividade verbal

1. Leia com atenção as frases abaixo para assinalar a resposta correta.

1. O ser que é ser transforma tudo em flores.

2. Fica sereno, num sorriso justo.

3. Enquanto tudo em derredor oscila.

4. Quando rimos, rimos com o corpo.

Quanto à predicação dos verbos em destaque podemos dizer que:

a. (   ) os verbos transformar e ficar são transitivos.

b. (   ) os verbos ser, ficar e rir são de ligação.

c. (   ) os verbos oscilar  e rir são intransitivos.

d. (   ) transformar e rir são bi-transitivos ou transitivos diretos e indiretos.

2. Identifique a predicação dos verbos destacados nas frases, de acordo com a classificação abaixo:

a. Intransitivo    b. Transitivo direto    c. Transitivo indireto     d. Bi-transitivo     e. De ligação

I. (   ) O animal obedece a seus instintos.
II. (   ) Os metais são úteis.
III. (   ) As crianças gritavam.
IV. (   ) Chamei um técnico.
V. (   ) Daremos o prêmio ao vencedor.
VI. (   ) Abri a caixa com cuidado.
VII. (   ) O egoísmo cerra o coração.
VIII. (   ) O paraquedas não abriu.
IX. (   ) O eco repercutiu ao longe.
X. (   ) Passavam mulheres e crianças em direção ao rio.
XI. (   ) Dentro das gaiolas, macaquinhos salientes provocavam risos.
XII. (   ) Poucos resistem à pressão da publicidade comercial.
XIII. (   ) As orquídeas gostam de ambientes úmidos e quentes.
XIV. (   ) Crianças morenas de olhos sonhadores brincavam na calçada.
XV. (   ) O desfile das escolas de samba foi um espetáculo deslumbrante.
XVI. (   ) A televisão deve às crianças programações mais ricas e educativas.
XVII. (   ) No centro da praça, um fabuloso baobá atraiu nossa atenção.

3. No período: “Ivone andava depressa, parecia preocupada e não respondia às minhas perguntas” os verbos em destaque são, pela ordem:
a. (   ) transitivo direto – de ligação – transitivo indireto
b. (   ) intransitivo – de ligação – transitivo indireto
c. (   ) de ligação – intransitivo – bi-transitivo

4. Identifique a única alternativa cuja classificação da transitividade do verbo está incorreta:
a. (   ) Ela participou de uma série de festivais. ( transitivo indireto )
b. (   ) Neide apresentou-me a seus pais. ( bi-transitivo )
c. (   ) A costureira pagou a conta? ( transitivo direto )
d. (   ) Pagou a conta à costureira? ( bi-transitivo)
e. (   ) As feras rugiam em suas jaulas. ( transitivo indireto )
f. (   ) Estrondavam trovões a cada instante. ( intransitivo )
g. (   ) Meus prognósticos estariam certos? ( de ligação )

_____________________________________________________________________________________

GABARITO

1. alternativa C

2. I. (c)   II. (e)    III. (a)     IV. (b)   V. (d)     VI. (b)   VII. (b)  VIII. (a)    IX. (a)   X. (a)
XI. (b)  XII. (c)  XIII. (c)   XIV. (a)  XV. (e)   XVI. (d)  XVII. (b)

3. alternativa B

4. alternativa E

39 Comments

  • Marcio disse:

    O verbo estariam, não é verbo de ligação… ser, estar, permanecer e etc…

    • Olá, Márcio! Respondendo ao seu comentário, pedimos que leia o Roteiro de Estudos 5, que se encontra no arquivo Noções de Sintaxe 5: Verbos transitivos, intransitivos e de ligação. Cremos que ele esclarecerá melhor o assunto.

  • Gláucia disse:

    Oi, Conceição. Também acho que o verbo estariam é VL, pois tem um predicativo após: certos. Outra coisa, na oração E, “As feras rugiam em suas jaulas’, não é verbo transitivo indireto e sim intransitivo, pois ‘em suas jaulas’ será lugar, portanto adjunto adverbial de lugar. Veja a pergunta que fazemos: onde? Percebeu?

  • Laurra disse:

    Eu queria saber o que é Bi-transitivo.

    • Laura, o verbo bi-transitivo é aquele que precisa de dois complementos para ser entendido o seu sentido. Exemplo: Eu dei um presente para minha mãe.
      Quando dizemos: eu dei… vem logo a pergunta: dei o quê? resposta: um presente. Mas aí surge outra pergunta: eu dei um presente para quem? Resposta: para minha mãe.
      Se usarmos apenas a frase “eu dei” não vamos conseguir transmitir a mensagem completa. O verbo dar precisa de dois complementos para o seu sentido ficar completo: 1. um presente; 2. para minha mãe
      Por isso ele é considerado bi-transitivo, isto é, precisa de dois complementos para o seu sentido ficar completo.
      Os complementos são chamados de objeto direto e objeto indireto. Esses verbos também são conhecidos como verbos transitivos direto e indireto.

      Esperamos ter respondido à sua pergunta.

    • victor disse:

      É quando o complemento do verbo é direto e indireto.

    • ryann disse:

      É a junção de um objeto direto e um indireto.

  • Ana disse:

    Na 2. A frase V. (5) não é Transitivo direto e indireto? Ou, Bi-transitivo é a mesma coisa?

  • je disse:

    Conceição Marinho, não se usa crase antes de pronomes possessivos!!!

    • Olá, Jefferson! Obrigada pela visita ao nosso site. Quanto à sua observação sobre o emprego da crase, leia o que diz Evanildo Bechara:

      “A crase é facultativa nos seguintes casos: a) antes de pronome possessivo com substantivo feminino claro:
      Exemplo: Dirigiu-se à minha casa ou Dirigiu-se a minha casa “

      (Evanildo Bechara, Moderna Gramática Portuguesa. 37a. Edição, Editora Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 2009, pág. 310)

      Isto quer dizer que se pode usar ou não a crase nessa situação. Não existe erro no emprego ou não da crase aí.

  • Anônimo disse:

    Conceição Marinho,

    Na minha opinião na questão 3 há um problema, no qual os verbos “andava” e “parecia” são verbos de ligação, pois no primeiro caso é um verbo intransitivo isoladamente, porém é acompanhado de um adjunto adnominal, que torna-o um verbo de ligação e o segundo define o estado do sujeito. E o verbo “respondia” seria um verbo transitivo indireto.

    Att

    • Prezado Anônimo, (que nome estranho!), obrigada pela visita ao nosso site. Quanto a sua observação temos a explicar que na frase: “Ivove andava depressa, parecia preocupada e não respondia às minhas perguntas”, o verbo andar é um verbo intransitivo e não de ligação, porque o verbo nesse caso exprime movimento, locomoção e não estado. “Depressa” é adjunto adverbial de modo e indica o modo como Ivone andava: depressa. Já o verbo parecer é de ligação e responder é transitivo indireto.

  • Sabrina disse:

    A 3 está errada pois o verbo andar é de ligação
    (Ser,estar,permanecer,ficar,andar,virar,continuar

    • Olá, Sabrina! Leia a explicação dada ao Anônimo, pois a mesma responde à sua dúvida.

    • Danillo disse:

      Nem sempre o verbo andar é de ligação. Na questão 3 “Ivone andava depressa” temos:o SUJEITO que é a Ivone, o VERBO que é andar, e o COMPLEMENTO que é depressa. Mas observando bem, o Verbo andar, aqui, expressa um movimento, o movimento de andar, ação: depressa! Isso é diferente de dizermos, por exemplo: “Sabrina andava triste”. Aqui o “andava” expressa um estado, este estado é: triste.

    • Gaby disse:

      Andar só é verbo de ligação quando representa “Estado” e não Ação. Eu posso andar para casa, andar rápido, andar devagar. Mas eu também posso andar triste ultimamente. Só nesse sentido é considerado como verbo de ligação.

  • Jordana disse:

    Para ser verbo de ligação é necessário ligar o sujeito à característica e no caso de “Ivone andava depressa”, o verbo andar por si basta, ele não exige complemento. Você pode excluir o adjunto adverbial e ainda assim a frase continuará tendo sentido, portanto o verbo andar é intransitivo.

    • Olá, Jordana! Obrigada pela visita ao nosso site e pelo reforço nas explicações sobre o verbo andar.

    • Catiane disse:

      Olá!
      O verbo andar é de ligação quando pode ser substituído pelo verbo ser, estar, por exemplo. Se a frase fosse “Ivone anda triste…” aí sim teríamos um verbo de ligação, porque Ivone não estaria, necessariamente andando, é um modo ou estado de como Ivone está. No caso da frase do exercício, o verbo “andar” NÃO É DE LIGAÇÃO. Entretanto, em algumas ocasiões ele pode ser considerado como tal, basta prestarmos atenção ao contexto da frase!

  • Paula disse:

    Ah, gente! É só tentar trocar o verbo andar por algum outro verbo de ligação que a pessoa vai perceber que ficou diferente do sentido original.

  • Stefany disse:

    Eu gostaria de saber porque na última questão a resposta correta é a letra e. No caso, a resposta correta não seria a b? Porque em: As feras rugiam em suas jaulas. ( transitivo indireto ) esta certo, “em” não é preposição???? Quando é preposição vai ser Verbo Transivo Indireto? Não é isso? Me ajudem, por favor.

    • Oi, Stefany! Temos que prestar atenção ao que é pedido na questão: marcar a única resposta incorreta. E a única classificação incorreta é a desta oração. Portanto, é essa que deve ser marcada.Pedimos que leia o Roteiro de Estudos 5, que se encontra no arquivo Noções de Sintaxe 5: Verbos transitivos, intransitivos e de ligação. Cremos que ele esclarecerá melhor o assunto.

  • helder disse:

    Fácil, meu irmão!

  • Yasmin disse:

    Alguém pode me explicar por que na questão 4, a resposta é a alternativa “E” não as outras?

    • Oi, Yasmin! Se você prestou atenção ao que é pedido na questão ( única alternativa incorreta ) verá que somente esta é a que se enquadra na exigência. Entretanto para identificá-la é preciso que você domine o conhecimento sobre transitividade dos verbos em português. Caso você tenha dificuldade nesse assunto, recomendamos que leia o Roteiro de Estudos 5, que se encontra no arquivo Noções de Sintaxe 5: verbos transitivos, intransitivos e de ligação. Cremos que ele esclarecerá melhor o assunto.

  • Paulo Vitor disse:

    Olá Conceição Marinho! Na 4° questão a letra (b) pede apenas o complemento indireto “à quem”, na letra (e) tudo bem, pois é intransitivo. Na (f) é transitivo direto… Por isso, a questão pede para marcamos a incorreta e há 3 alternativas.

    • Olá, Paulo Vítor! Obrigada pela visita ao nosso site. Quanto à sua observação a respeito da questão 4, letra “b”, do Exercício 3 – Sintaxe: Predicação Verbal, temos a esclarecer que na oração “Neide apresentou-me a seus pais”, existe sim, dois complementos para o verbo “apresentar”. Quem apresenta, apresenta alguém ou alguma coisa a alguém. Veja: Neide apresentou quem? Resposta: me (pronome pessoal do caso oblíquo representando “eu” na frase) que é objeto direto. Neyde apresentou (eu) a quem? Resposta: a seus pais, que é objeto indireto. Portanto, o verbo é bi-transitivo, isto é, necessita de dois complementos para ter seu sentido completo.
      A única classificação de transitividade verbal incorreta é a da oração “e”. O verbo é intransitivo. Se você retirar da frase a expressão “em suas jaulas”, ainda assim, a frase continuará tendo sentido. “Em suas jaulas” é apenas um adjunto adverbial de lugar.

  • Claudia Zortea disse:

    Olá. Obrigada Conceição. Os exercícios são muito bons e suas explicações também.

  • Sócrates Júnior disse:

    Olá Conceição!!! Na questão 4, letra f, no meu entendimento, seria uma opção também a ser marcada de acordo com o que se pede na questão, pois “ESTRONDAVAM trovões a cada instante.” Se eu deixar apenas o verbo “estrondavam” a oração irá pedir um complemento, portanto nesse contexto “estrondavam” não pode ser Intransitivo. Gostaria de uma explicação sua, por favor. Obrigado

    • Olá, Sócrates! Obrigado pela visita ao nosso site. Quanto à sua observação a respeito da Questão 4, letra “F”, da Atividade/Exercício 3 – Sintaxe: predicação verbal ou transitividade verbal temos a esclarecer o seguinte: o verbo estrondar não requer um complemento para o seu sentido ser completo. O que ele requer é quem faz a ação que ele indica. Quando se faz a pergunta ao verbo: quem estrondava? a resposta obtida indica o sujeito ou aquele que executa a ação do verbo. Nesse caso, os trovões.
      A transitividade dos verbos é um assunto que diz respeito ao complemento verbal (objeto direto e indireto).

      Esperamos ter conseguido esclarecer a dúvida.

  • Sócrates Júnior disse:

    Esclareceu sim, Conceição. Muito obrigado. Aliás, esse site é excelente, parabéns.

  • gabriel disse:

    Como diferenciar trasitivo direto e indireto e tambem transitivos e intransitivos?

  • Radja disse:

    Conceição Marinho.

    Muito obrigada, o seu site me ajudou muito, continue dando “aulas”. Vou indicar seu site para a minha turma inteira.❤️Bjs.
    Tchau

  • Juliana disse:

    Olá, eu não entendi muito bem por que na questão 10 o verbo é intransitivo. Afinal, para ter sentido completo, temos que saber quem passa.

    • Olá, Juliana! Se você está se referindo à frase “Passavam mulheres e crianças em direção ao rio” (questão 2, letra X) temos a esclarecer o seguinte: quando você faz a pergunta “quem passava?” você está procurando saber quem executa a ação do verbo, no caso, passar. A resposta vem em seguida: mulheres e crianças. Ora, quem faz ou executa a ação do verbo sempre será chamado de SUJEITO (em sintaxe). Nessa frase quem executa a ação de passar em direção ao rio, são mulheres e crianças. Por isso exercem a função de sujeito. Mas a sua pergunta é: por que o verbo passar é intransitivo? Respondo: porque os verbos intransitivos não precisam de complemento para ter sentido completo. Quem passa, no sentido de ir, apenas passa, vai. Mas alguém pode dizer: Mas eu posso passar correndo, triste, ou alegre. Isso será apenas um adjunto adverbial de modo; não faz falta ao sentido do verbo. Portanto o verbo passar, nessa frase é intransitivo.

  • genailton rego de oliveira disse:

    Parabéns pelo site.

Leave a Reply